Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Representação digital

Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Detalhes do registo

Nível de descrição

Documento simples   Documento simples

Código de referência

PT/AMAP/FAM/AALP/01-02-02/001-2877/10-29-17-6-83

Tipo de título

Atribuído

Título

Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Datas de produção

1933-06-27  a  1933-06-27 

Dimensão e suporte

2 f. (18 x 13 cm); papel

Extensões

1 Capilha

Âmbito e conteúdo

O sucesso da conferência de Alfredo Pimenta; o sucedido na sessão extraordinária da Câmara Municipal de Guimarães relativo à proposta apresentada por Rocha dos Santos sobre o monumento a Alberto Sampaio.

Tradição documental

Tipo técnica de registo

Marcas

Museu Regional de Alberto Sampaio - Gabinete do Director.

Assinaturas

Alfredo Guimarães

Condições de acesso

Comunicável

Condições de reprodução

A reprodução deverá ser solicitada por escrito através de requerimento dirigido ao responsável da instituição

Aspeto físico

Cota atual

10-29-17-6-83

Idioma e escrita

Escrita

Notas de publicação

Referência bibliográficaPIMENTA, Maria Tereza (2005) - Cartas Inéditas de Alfredo Guimarães a Alfredo Pimenta durante os anos 30 e 40 do século XX. "Gil Vicente: Revista de Cultura e Actualidade". Guimarães: Cidade Berço. IV série n.º5 (2004-2005), pp. 21-22

Transcrição

Meu querido Amigo Venho felicita-lo, com viva alegrias pelo, sucesso da sua conferência de domingo. Os jornais que li - A Voz, o Diário de Noticias, o Seculo, o Correio Porto - dão alta representação intelectual ao seu trabalho, do qual, aliás, não poderiamos esperar outro resultado. Fico esperando o volume que "A Voz" anuncia, e a espera-lo com a mais inquieta curiosidade. Hontem, á noite, e hoje, dezenas de pessoas me falaram do sucesso. Porem, como o tempo corre mal para os meus nervos, levantei-me tarde e já não pude com a pessoa com quem melhor me entendo sob este ponto de vista - já não consegui apanhar o Rodrigo no "Arquivo", de modo a darmos, juntos, quatro saltos de folgança. Será logo, ao anoitecer. Por isto tudo, parabens, muitos parabens. Estou sem resposta a duas cartas que lhe escrevi. Sobre o assunto da primeira (as separatas) resolverá o que queira. Sobre o que a segunda tratava (o monumento a A.S.), peço-lhe que suspenda a escrita da petição, visto ser já inutil. Confidencialmente lhe conto o seguinte: Como urgia enviar á Câmara uma representação sobre o assunto, visto que agora se tratava do Orçamento para o futuro ano- economico, pedi ao sr. dr Rocha dos Santos para tratar da apresentação de uma proposta nesse sentido. Apresentou-a hontem, em sessão extraordinária, dedicada ao Orçamento. Todos (menos ele) cairam furiosamente sobre o pobre Alberto Sampaio, como sobre um miserável qualquer, e de tal modo que o caso do monumento ficou, em absoluto, posto de parte. O sr. dr. Rocha dos Santos constou-me isto hoje, sob segredo com claras demonstrações de pesar.É claro o sarmentino Ricardo de Freitas Ribeiro foi o iniciador do ataque.Desejo-lhe as maiores felicidades e peço-lhe que recomende ás senhoras e a seu filho o seu Admirador e amigo gratíssimoAlfºGuims