Carta dirigida a Fortunato Cardozo de Menezes Barreto, Fidalgo da Casa de Sua Majestade e professo cavaleiro da Ordem de Cristo

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Representação digital

Carta dirigida a Fortunato Cardozo de Menezes Barreto, Fidalgo da Casa de Sua Majestade e professo cavaleiro da Ordem de Cristo

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Carta dirigida a Fortunato Cardozo de Menezes Barreto, Fidalgo da Casa de Sua Majestade e professo cavaleiro da Ordem de Cristo

Detalhes do registo

Nível de descrição

Documento simples   Documento simples

Código de referência

PT/AMAP/FAM/LM/00001

Tipo de título

Atribuído

Título

Carta dirigida a Fortunato Cardozo de Menezes Barreto, Fidalgo da Casa de Sua Majestade e professo cavaleiro da Ordem de Cristo

Datas de produção

1832-03-30  a  1932-03-30 

Dimensão e suporte

1 doc. (2 Mb)

Âmbito e conteúdo

Aborda o reconhecimento da Inglaterra, da França e do Imperador Russo dos direitos de D. Maria II à coroa de Portugal. Presume a derrota de D. Miguel.

Cota atual

n.a

Idioma e escrita

Notas de publicação

Referência bibliográficaMORAES, Maria Adelaide - Passo a Passo são 3 Paços". SMS: Guimarães, 2019, p.202. ISBN-978-989-8706-12-6

Transcrição

"Ill.mo Fortunato Cardozo, Fidalgo da de Sua Magestade e Cavalheiro Profeço na Ordem de Christo""III.mo SnrGrato aos favores do seu III.mo Pay homem grande e poderoso porq. por m.tas vezes senti a influencia dos seus pedidos. Vou declarar a V.S. algumas coisas a cerca dos negocios publicos afim de se acautelar pª. não ter de sentir pª. o futuro. A seu tempo lhe darei um abraço ehe direi q. m sou. As Camaras Ingl e Franc. tem tornada huma atitude respeitavel a favor do D.Mª2ª e aquellás arguirão fortem.e o Menisl principal.te pelo fogo q. fizeram a Saldª. na 3" e proclamarão altam.te como Rainha D. Mª 2ª na presença do Ministerio q respondeu q ninguem duvidava da Legitimid.e e de Pedro e Maria mas q entravão em negociações com Pedro. Ora do Rio sabe-se que Pedro não transige com Miguel.O Imperador da Russia reconheceu a D.Mª2ª A França não só reconheceu a Maria mas dá-lhe todo o auxilio. A esquadra sahiu do Rio a 5 Janrºisto é certo e eu mesmo tenho lido as folhas Ingl. E Franc. D. Miguel vai cahir já não tem remedio. Portº acautele-se V. S.c faça o que lhe parecer milhorO Crº de V.S. q.a seu tempo conhecerá.Porto, 30 de Março"In: MORAES, Maria Adelaide - Passo a Passo são 3 Paços". SMS: Guimarães, 2019, p.202. ISBN-978-989-8706-12-6