RIBEIRO BERNARDES, Casal da Ribeira de Cima

Available actions

Reader available actions

 

RIBEIRO BERNARDES, Casal da Ribeira de Cima

Description details

Description level

Subfond   Subfond

Reference code

PT/AMAP/FAM/CMCC-40

Title type

Atribuído

Production dates

1808-10-12  to  1902-08-30 

Dimension and support

32 u.i.

Extents

32 Capilhas

Producer

[Cardoso de Menezes-Casa do Carmo,1587-1988]

Biography or history

Em 1626, o Casal da Ribeira de Cima, situado na freguesia de Ponte, em Guimarães, foi doado, por Gonçalo Martins e mulher, Francisca Gonçalves, ao seu sobrinho, João Martins, filho do seu irmão Salvador (casal da Porta), que desde cedo, ficaram com a incumbência de o educarem.João Martins casou com Maria Gonçalves, do casal das Courelas, tiveram 12 filhos, um dos quais, Gonçalo Martins (1614-1690) casado com Maria Francisca, em 1669, que viveram no Casal da Ribeira. À morte dos pais, a Ribeira passou para o seu primogénito, João Martins, que tal como o avô fizera, também ele emprazou este casal. Em 1706, João Martins ( --1757) casou com Maria Ribeiro, do Casal das Lamas. À sua morte, em 1757, ficou na Ribeira o seu filho João Ribeiro Bernardes, casado com sua prima Jerónima de Castro Salgado, da Casa das Courelas de Baixo. Com a morte do primogénito deste casal, as esperanças recaíram na sua filha, Maria Joana de Castro Salgado. Esta casou com Gualter Ribeiro Bernardes, foi para o Bouro, mas levou em dote a Ribeira e sessenta mil réis em peças de oiro.João Ribeiro Bernardes e mulher continuaram na Ribeira, pois reservaram para si uma parte. No Bouro, a 26-6-1776, nasceu o filho mais velho de Maria Joana: Jerónimo Ribeiro Bernardes, capitão das Milícias de Basto, que, em 1766, casou com a senhora de Minotes, D. Joana Maria de Araújo Martins da Costa. Da legitima materna tem a Ribeira e, nesta casa, nasceram os seus sete filhos, Joaquina Rosa, José, Francisco, António, Luísa Ludovina, Ana Emília e Luís. À morte do marido, Joana veio morar para Minotes, em Guimarães, deixando a Ribeira para o filho mais novo, Luís Martins da Costa. Apesar de não ter sido a sua residência, vinha para a Ribeira passar longas temporadas, com os doze filhos que teve do casamento com Maria Constança Pinto de Queirós Montenegro.A Ribeira acaba por ser doada ao segundo filho do casal, a Eduardo Martins de Queiroz Montenegro, Delegado de Procurador Régio de Baião. Em 1900, Eduardo Queiroz vende a Casa da Ribeira a Luís Cardoso Martins da Costa Macedo, 1º conde Margaride, neto do avô Jerónimo.Este, doa, em vida, a Casa da Ribeira à sua filha, solteira, Luísa da Conceição, que aqui morre, em 1936. À sua morte, fica esta casa, por herança, para o seu sobrinho João Maria Cardoso de Cardoso de Macedo e Menezes.Moraes, Maria Adelaide P. de - "Velhas Casas de Guimarães".Vol 1. CEGHHF, Porto, 2001.

Arrangement

O sub-sistema foi organizado de acordo com os contextos orgânico-funcional e temporais em que foi sendo produzida/recebida ou acumulada a informação existente. Cada secção corresponde a cada geração da família, identificadas pelo apelido sem uso.

Other finding aid

ARQUIVO MUNICIPAL ALFREDO PIMENTA [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. GUIMARÃES:AMAP, 2015. Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência do Arquivo Municipal Alfredo Pimenta. Em atualização permanente.