Menezes, Henrique Cardoso de Macedo Martins de. 1868-1933, 2º Conde de Margaride

Available actions

Reader available actions

Available services

 

Menezes, Henrique Cardoso de Macedo Martins de. 1868-1933, 2º Conde de Margaride

Description details

Record type

Authority record   Authority record

Entity type

Reference code

PT/AMAP/AAP/HCMM

Existance dates

1868-02-24  to  1933-04-17 

Biography or history

Henrique Cardoso de Macedo Martins de Menezes filho de Luís Cardoso Martins da Costa Macedo e Ana Júlia Rebelo, nasceu na Casa do Carmo, em 24 de fevereiro de 1868 e morreu na Casa de Margaride, São Romão de Mesão-Frio, Guimarães a 17 abril 1933. Casou em São João Baptista, Almeirim, Santarém a 26-11-1892 com Ana Francisca de Paula Assis de Borja Xavier de Sales Maria José Gabriela Joa¬na Gonzaga Braamcamp da Cruz Sobral de Almeida Castelo Bran¬co de Narbonne-Lara de Mello Breyner. Foi 2º Conde de Margaride (autorização de El-Rei D. Manuel II de -8-1920), Fidalgo Cavaleiro da Casa Real por sucessão (alvará de 23-2-1897), Governador Civil de Santarém (de 6-6-1906 a 15-2-1908), Vereador da Câmara Municipal de Guimarães, Juiz Substituto da comarca de Guimarães, 10º Senhor da Casa de Margaride (1896), Senhor da Casa do Carmo em S.ta Maria de Oliveira do Castelo, Guimarães, Senhor da Capela de S.to António de Arroios no termo de Vila Real (por escritura de 1-5-1912), Senhor das quintas do Casal de Bairro de Cima e de Baixo, Cans de Cima, Loureiro Velho e Novo em S.ta Eulália de Fermentões, Guimarães, Bacharel formado em Direito pela U. de Coimbra (5-7-1894), chefe do partido Regenerador franquista (a 12-7-1901), e do Regenerador-Liberal no concelho de Guimarães (em 1903), Presidente do partido Católico nesta cidade (a 5-5-1918), Provedor da Real Irmandade de N. Sra. da Consolação e Santos Passos (1908-1914), Presidente da Comissão Administrativa das Oficinas de S. José (1917-1926), etc.In: Luís Miguel Pulido Garcia Cardoso de Menezes - Os Condes de Margaride e a sua descendência, 1ª edição, Lisboa: Instituto D. João VI, 2007, p. 45.