Associação Artística da Marcha Gualteriana

Available actions

Reader available actions

 

Associação Artística da Marcha Gualteriana

Description details

Description level

Fonds   Fonds

Reference code

PT/AMAP/ASS/AAMG

Title type

Formal

Production dates

1907  to  1981-11-14 

Dimension and support

231 doc. (106 u.i.; 125 doc.)

Extents

58 Capilhas
26 Maços
19 Livros
1 Capas
2 Caixas

Holding entity

Arquivo Municipal Alfredo Pimenta

Producer

Associação Artística da Marcha Gualteriana

Biography or history

As Festas Gualterianas, celebradas em honra de São Gualter, realizam-se em Guimarães desde 1906, sempre no primeiro fim de semana de agosto. Milhares de vimaranenses e visitantes marcam encontro na cidade onde nasceu Portugal para participarem nos diferentes números que fazem parte das nossas Gualterianas: Cortejo do Linho, Batalha das Flores, Marcha Gualteriana, entre outros.O desfile de carros alegóricos, ponto sempre alto das Festas da Cidade, começou em 1906. No ano seguinte, a Marcha voltou a sair à rua, sob a denominação de "Milaneza", promovida por comerciantes em homenagem à Associação Comercial e Industrial de Guimarães, inspirada por Padre Gaspar Roriz, fervoroso entusiasta das Festas Gualterianas, que organizou a iniciativa em parceria com José Pina.Com um espírito bairrista e apelando sempre ao empenho e dedicação dos Vimaranenses, a Marcha só adotaria o nome de Gualterianas em 1932. Antes disso, por ocasião da 1ª Guerra Mundial, o desfile não saiu, o mesmo acontecendo em 1925 e, na década 30, entre 1934 e 1937.No ano seguinte, em 1938, as Festas Gualterianas voltaram a ser organizadas pela Câmara Municipal de Guimarães, repetindo-se a experiência de 1932, ano em que a Autarquia e os trabalhadores do comércio assumiram a organização do evento.Na década de 60, foi adquirido um imóvel onde ainda hoje está situada a sede dos obreiros da Casa da Marcha, atualmente designada de Associação Artística da Marcha Gualteriana.Nos anos 70, uma edição da Marcha desfilou no então Estádio Municipal numa solução alternativa para evitar nova ausência no cartaz das Festas. Contudo, na década 80, voltou a não sair à rua.Com maiores ou menores dificuldades, a Marcha chegou aos nossos dias com uma marca de qualidade que há muito ultrapassou fronteiras. Ao longo dos anos, com muito entusiasmo e a força de vontade que caracterizam os Vimaranenses, a Marcha Gualteriana constitui a “joia” da coroa das Festas da Cidade de Guimarães.in: https://www.cm-guimaraes.pt

Geographic name

União das Freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião (freguesias, Guimarães, Braga, Portugal)

Legal status

Organização sem fins lucrativos

Acquisition information

Aquisição por contrato de doação efetuado entre o Município de Guimarães e Telma Iolanda da Costa, em memória da sua avó Dinorah Alice Alves da Costa, em 9 de setembro de 2019. Deliberado, por unanimidade, na reunião do executivo municipal, em 3 de outubro 2019.

Scope and content

Constituída maioritariamente por livros de subscrição pública, livros de sessões, orçamentos e diversos da Comissão de Festas da Cidade, registo de correspondência recebida e expedida, recibos da receita e da despesa, programas e cartazes.

Accruals

Sistema de informação aberto

Arrangement

Organizado por séries de acordo com a tipologia dos atos.

Access restrictions

A comunicabilidade dos documentos, está sujeita à legislação que rege o regime geral dos arquivos e do património arquivístico (Decreto-Lei nº 16/93, de 23 de Janeiro) e a legislação mais específica de acordo com os casos.

Conditions governing use

A reprodução deverá ser solicitada por escrito, através de requerimento dirigido ao responsável da instituição. O seu deferimento encontra-se sujeito a restrições, atendendo ao estado de conservação e o fim a que se destina.

Other finding aid

ARQUIVO MUNICIPAL ALFREDO PIMENTA [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. GUIMARÃES: AMAP, 2015. Disponível no Sítio Web. Em atualização permanente.