Plano de classificação

Macedo, Domingos Cardoso de. 1780-1849, 6º Senhor da Casa de Margaride, Senhor da Casa do Carmo

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Macedo, Domingos Cardoso de. 1780-1849, 6º Senhor da Casa de Margaride, Senhor da Casa do Carmo

Detalhes do registo

Nível

Registo de autoridade   Registo de autoridade

Tipo de entidade

Código

AAP/DCM

Forma autorizada de nome

Macedo, Domingos Cardoso de. 1780-1849, 6º Senhor da Casa de Margaride, Senhor da Casa do Carmo

História administrativa/biográfica/familiar

Domingos Cardoso de Macedo, nasceu em 03-12-1780, filho primogénito de Domingos José Cardoso de Macedo e Maria Rosa de Figueiredo das Neves estava destinado a ser o herdeiro universal. Obteve importantes cargos nas estruturas militares e governativas de Guimarães. Foi nomeado sargento-mor agregado das Ordenanças, em 1806, tendo sido promovido a capitão-mor, em 1813. Posteriormente, em 1813, foi eleito vereador para vereador da Câmara Municipal de Guimarães, tendo-se destacado ao longo de mais de uma década no exercício das suas funções. Entre 1816 e 1817 desempenharia o cargo de provedor da Irmandade de Nossa Senhora da Consolação dos Passos. Era um devoto miguelista em terra de miguelistas, tendo sido agraciado com a Real Efígie, em 1829. A sua inclinação política trouxe-lhe dissabores tanto a nível político como familiar: em 1 de abril de 1827 foi preso com outras personalidades e enviado à Relação do Porto; e no plano familiar, debateu-se sempre com o seu irmão mais novo, Henrique, que defendia as ideias liberais. Casa, em 1818, com Luísa Rosa Araújo Martins da Costa, filha de Luís Martins da Costa e Joana Maria de Araújo. A Casa do Carmo transformou-se, aos poucos, no centro da vida familiar, tendo o casal, mesmo sem geração, construído o terceiro andar na casa. Na década de 1840, a casa passou a ter uma dinâmica social assinalável, como o comprovam as visitas de Frei Jerónimo do barco da Soledade, antigo Bispo de cabo Verde (1818-1829), e de João Gualberto de Oliveira, conde do Tojal, ministro da Fazenda. Domingos faleceu no Carmo, em 31 de janeiro de 1849, tendo nomeado sua mulher sua herdeira e usufrutuária da quinta de Margaride, deixando a raiz desses bens a seu irmão ou a um filho deste.In: MENEZES, Luís Cardoso de Menezes Ferreira - O armigerado Domingos José Cardoso de Ma-cedo (1733-1796): A linha varonil e das armas de 1770. "Boletim de Trabalhos Históricos". ISSN 0871-7478 vol VIII: 2019

Relações com registos de autoridade

Relações com registos de descrição

Relações com registos de descrição
Registo Código Tipo de relação Datas da relação
Documento simplesEscritura de venda de Domingos Cardoso de Macedo, ... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-15 Produtor
Documento simplesAutos cíveis de posse que requereu Luísa Rosa de A... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-16 Produtor
Documento simplesDepósito de arrematação do casal da Ponte, na freg... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-19 Produtor
Documento simplesCarta do Rei D. Miguel para o Juiz de Fora da Vila... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-2 Produtor
Documento compostoCarta da Rainha D. Maria II de remissão de parte d... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-21 Produtor
Documento simplesEscritura de venda que fez Francisco José Roiz da ... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-24 Produtor
Documento simplesCarta do Rei D. Miguel para o Juiz de Fora da Vila... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-3 Produtor
Documento simplesCarta da Rainha D. Maria II de remissão de parte d... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-30 Produtor
Documento simplesCarta da Rainha D. Maria II de remissão de parte d... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-31 Produtor
Documento simplesEscritura de ratificação da venda de uma terras de... PT/AMAP/FAM/CMCC/02-01/11-24-16-2-33 Produtor
Ver todas as relações