CONDE MARGARIDE - CASA DO CARMO

Available actions

Reader available actions

 

CONDE MARGARIDE - CASA DO CARMO

Description details

Description level

Fonds   Fonds

Reference code

PT/AMAP/FAM/CMCC

Title type

Atribuído

Production dates

1594  to  1988-01-27 

Dimension and support

1213 doc.

Extents

1213 Capilhas

Holding entity

Arquivo Municipal Alfredo Pimenta

Biography or history

A Casa do Carmo dos Condes de Margaride, em Guimarães, situa-se no Largo Martins Sarmento ostenta na sua frontaria o escudo partido com as armas dos Cardoso e dos Macedos. Pelos meados do século XVIII, pertenciam os terrenos onde ela se situava a Francisco Machado das Neves, abastado comerciante desta vila, cuja filha D. Maria Rosa de Figueiredo das Neves (1761-1826), veio a casar com Domingos José Cardoso de Macedo (1733-1796), Fidalgo de Cota de Armas (carta de brasão de armas de El Rei D. José I de Portugal (a 16-11-1770). Desconhece-se a data exata da sua construção e bem assim a autoria da mesma, sabendo-se apenas que nela vivia em 1788, Domingos José Cardoso de Macedo. Sucedeu-lhe seu filho, Domingos Cardoso de Macedo (1780-1849), último Capitão-mor de Guimarães (1813), casado com D. Luísa Rosa Araújo Martins da Costa (1775-1854). Deste casal, é a autoria da construção do piso superior, acima da cornija do andar nobre. Por morte do capitão-mor, fica esta casa para sua mulher, que em testamento a lega a sua sobrinha e cunhada, D. Luísa Ludovina Araújo Martins da Costa. Esta última, ainda em sua vida a doa a seu filho (em 1866), Luís Cardoso Martins da Costa Macedo (1836-1919), 1º Conde de Margaride. Apesar da família possuir o prazo de Margaride, é à Casa do Carmo, que ele as sucessivas gerações, têm ligações afetivas, este é o espaço de vivência familiar e social, transformam-na na "sala de vistas" de Guimarães, nela recebem reis, príncipes, altos dignitários da Igreja, ministros de Estado e aristocratas. Por sua morte, sucede-lhe na Casa do Carmo, por partilha amigável, o seu terceiro filho varão, Luís Cardoso de Macedo Martins de Menezes (1871-1945), casado com D. Júlia Leonor Pinheiro Lobo Machado. Em 1925, nasce a primogénita, Maria Amália Ana Júlia Cardoso de Macedo de Menezes, que herda com os irmãos Casa do Carmo. Em 2015, com intuito de preservar e salvaguardar e divulgar a memória do Conde de Margaride, da sua família e da Casa do Carmo estabelece um contrato de depósito com o Município de Guimarães, através do Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, da documentação desta Casa.Luís Miguel Pulido Garcia Cardoso de Menezes - Os Condes de Margaride e a sua descendência, 1ª edição, Lisboa: Instituto D. João VI, 2007

Acquisition information

A aquisição do "Arquivo Margaride-Casa do Carmo" efetuou-se por contratos de depósitos em, 29 abril de 2015 e, em 30 de Setembro de 2019.

Scope and content

Este sistema de informação inclui documentação das atividades privada e profissional distribuídas ao longo das fases etárias dos produtores, representadas em 6 secções, correspondentes a 6 gerações.e pelos subsitemas Rebelo de Menezes e Sampaio. em termos de tipologias informacionais é constituído por certidões, escrituras, declarações, correspondência, entre outras.

Arrangement

O sistema de informação da família "Conde Margaride-Casa do Carmo" foi organizado de acordo com os contextos orgânico-funcional e temporais em que foi sendo produzida/recebida ou acumulada a informação existente. Cada secção corresponde a cada geração da família, identificadas pelo apelido sem uso. A primeira subsecção corresponde ao casal administrador/representante da linhagem, onde entra a documentação produzida durante o casamento, as subsecções seguintes pertencem, individualmente, marido e à mulher que formam o casal de administradores. As restantes subsecções pertencem aos irmãos, se os houver, do administrador.

Authority relations

Authorized form(s) of name Relation type Relation dates
Authority recordCardoso de Macedo Martins de Menezes, Casa do Carmo Produtor 1587/1988