Casa Vargas

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Casa Vargas

Detalhes do registo

Informação não tratada arquivisticamente.

Nível de descrição

Fundo   Fundo

Código de referência

PT/AMAP/EMP/CV

Tipo de título

Atribuído

Título

Casa Vargas

Título paralelo

António Pinheiro & Companhia lda

Datas de produção

1836-01-11  a  1958-06-25 

Dimensão e suporte

1224 mç.; 482 liv.; papel

Extensões

1224 Maços
482 Livros

Entidade detentora

Arquivo Municipal Alfredo Pimenta

História administrativa/biográfica/familiar

"A “Casa Vargas”, assim denominada pelo seu fundador ter origem no Casal de Vargas (em Azurém) terá sido fundada por Francisco Martins Fernandes em 1869/70. Martins Fernandes era empregado do rico comerciante Domingos Gonçalves Lobo que lhe deixou ficar uma parte considerável da sua fortuna e terá sido com esse capital que fundou a sua própria casa comercial. Em 1878 a Casa do Toural (um dos maiores imóveis de habitação de Guimarães) foi vendida em hasta pública e divida em duas partes, sendo que Francisco Martins Fernandes comprou a metade correspondente aos nºs de polícia 107 a 109. Terá sido por essa altura que a Casa Vargas passou a funcionar no rés-do-chão desse imóvel onde se manteve até ao seu encerramento. Tendo conhecido diferentes designações comerciais mas sendo popularmente referida como Casa Vargas, este importante estabelecimento comercial, dedicado fundamentalmente à compra e venda de têxteis, manteve-se sempre ligado à família Martins Fernandes e foi uma das principais casas comerciais de Guimarães entre 1870 e a primeira metade do século XX." (por Francisco Brito)

Localidade

Guimarães.

Estatuto legal

Organismo privado.

História custodial e arquivística

Este arquivo esteve na posse dos herdeiros de Casimiro Martins Fernandes até ao seu ingresso neste Arquivo em 18 de setembro de 2001.

Âmbito e conteúdo

Constituído por livros de correspondência recebida, expedida e de contabilidade.

Tradição documental

Tipo técnica de registo

Ingressos adicionais

Por se tratar de um arquivo desativado não se prevê a entrada de novas unidades de instalação.

Sistema de organização

Organização por séries e sub-séries e dentro desta por ordem cronológica.

Condições de acesso

A comunicabilidade dos documentos está sujeita ao regime geral dos arquivos e do património arquivístico (Decreto-Lei nº 16/93, de 23 de janeiro alterado pela lei nº 26/2016 de 22 de agosto).

Condições de reprodução

A reprodução deverá ser solicitada por escrito, através de requerimento dirigido ao responsável da instituição. O seu deferimento encontra-se sujeito a restrições, atendendo ao estado de conservação e o fim a que se destina.

Idioma e escrita

Escrita

Instrumentos de pesquisa

ARQUIVO MUNICIPAL ALFREDO PIMENTA [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha].GUIMARÃES: AMAP, 2015. Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência do Arquivo Municipal Alfredo Pimenta. Em atualização permanente.