Comissão Promotora das Feiras Grandes da Páscoa

Ações disponíveis

Acções disponíveis ao leitor

Partilhar

 

Comissão Promotora das Feiras Grandes da Páscoa

Detalhes do registo

Nível de descrição

Fundo   Fundo

Código de referência

PT/AMAP/COM/CPFGP

Tipo de título

Formal

Datas de produção

1963-04-01  a  1963-08-31 

Datas predominantes

1963

Dimensão e suporte

12 panfletos, 25 fl.; papel

Extensões

12 Outros
25 Folhas

Entidade detentora

Arquivo Municipal Alfredo Pimenta

Produtor

Comissões Promotoras

História administrativa/biográfica/familiar

As Feiras Grandes da Páscoa, também conhecidas por Feiras Francas, são eventos realizados no imediato período a seguir à Quaresma. A par com as festas de São Pedro, também conhecidas como "Festas da Vila" após a década de 40, constituíam o grande ciclo de festividades anuais das Caldas das Taipas, que constituía um eixo temporal que ia do tempo pascal até ao dia de São Pedro. Para efeitos de organização, execução e promoção, eram constituídas a "pro bono" comissões promotoras. Estas comissões promotoras, efémeras na sua existência, constituíam-se no imediato período antes das festividades, e dissolviam-se no imediato período depois das mesmas. Por norma eram constituídas por 3 a 4 elementos que repartiam funções entre si. Portanto não é possível falar de "Comissão Promotora" mas sim de várias "Comissões Promotoras", todas elas anuais e efémeras.

Localidade

Caldas das Taipas, Guimarães

Funções, ocupações e atividades

Organização e realização das Feiras Grandes/Feiras Francas.

Estrutura interna/genealogia

Não havia propriamente uma hierarquia, e o poder tinha uma projeção horizontal. Eram compostas em norma por três a quatro elementos, que se disponibilizavam para tal repartindo as tarefas por todos.

História custodial e arquivística

Com a extinção definitiva da Junta de Turismo da Estância Termal das Taipas, em virtude da criação da Zona de Turismo de Guimarães, conjunto documental ingressou no Arquivo Municipal Alfredo Pimenta através da incorporação Nº 3/91 de 15 de Outubro de 1991.

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Incorporação Nº 3/91 de 15 de Outubro de 1991.

Âmbito e conteúdo

O Fundo é constituído por documentação proveniente da comissão promotora do ano de 1963. Os géneros documentais encontrados são panfletos, pequenos contratos de prestação de serviços, recibos, derramas, balanços financeiros e um ofício expedido.

Sistema de organização

Como não houve uma Comissão Promotora, mas sim várias ao longo dos tempos, cada uma independente da outra, além de efémeras, o fundo está dividido em Secções. Cada Secção representa uma comissão de festas anual. E cada Secção está seriada de acordo com a tipologia documental encontrada.

Condições de acesso

Comunicável

Condições de reprodução

A reprodução deverá ser solicitada por escrito através de requerimento dirigido ao responsável da instituição

Idioma e escrita

Escrita

Instrumentos de pesquisa

ARQUIVO MUNICIPAL ALFREDO PIMENTA [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha].GUIMARÃES:AMAP, 2015. Disponível no Sítio Web e na Sala de Referência do Arquivo Municipal Alfredo Pimenta. Em atualização permanente.