Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Representação digital

Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Detalhes do registo

Nível de descrição

Documento composto   Documento composto

Código de referência

PT/AMAP/FAM/AALP/01-02-02/001-2877/10-29-17-6-98

Tipo de título

Atribuído

Título

Carta de Alfredo Guimarães para Alfredo Pimenta

Datas de produção

1940  a  1940 

Dimensão e suporte

3 f. (28 x 22 cm); papel

Extensões

1 Capilha

Âmbito e conteúdo

A conferência de Alfredo Pimenta nas Festas do Centenário; as cartas de Emília A. de Sousa Ferreira, da Presidência do Conselho - Gabinete do Ministro, a informar que devolve a carta que acompanhava a que Alfredo Pimenta dirigiu ao presidente do Conselho, e de [Rodrigo Pimenta] sobre publicação de artigos.

Tradição documental

Tipo técnica de registo

Assinaturas

Alfredo Guimarães

Condições de acesso

Comunicável

Condições de reprodução

A reprodução deverá ser solicitada por escrito através de requerimento dirigido ao responsável da instituição

Aspeto físico

Cota atual

10-29-17-6-98

Idioma e escrita

Escrita

Notas de publicação

Referência bibliográficaPIMENTA, Maria Tereza (2005) - Cartas Inéditas de Alfredo Guimarães a Alfredo Pimenta durante os anos 30 e 40 do século XX. "Gil Vicente: Revista de Cultura e Actualidade". Guimarães: Cidade Berço. IV série n.º5 (2004-2005), pp. 56-57

Transcrição

Meu querido Amigo: Sábado, ao começo da tarde - e depois de ter enviado a seu "Irmão" a carta que recebeu, relativa á resposta do presidente municipal ao que lhe havia escrito sobre o assunto da sua Conferencia - encontrei, ao meio das Trinas, o sr. capitão Magalhães Couto. Ali mesmo, e apesar de chover do inferno, se tratou, domesticamente, do caso da Sua vinda a Guimarães. em diligencia de caracter municipal e patriotico. Tudo ficou nos pontos de vista anteriores, seja num mais que pronunciado receio do sr. capitão por si - é assim - e pela Comissão Central. Para dar a noção exacta daquele "por si", tenho de rir ás bandeiras despregadas, e concluir que esta gente lhe tem um mêdo dos diabos. - São estupidos! dirá. Eu não contesto coisa nenhuma a este respeito, e limito-me a dizer as coisas com ponderação e absoluto escrupulo. A este respeito do Centenario o sr. capitão limita-se, pelo que sei da sua mentalidade, e pelo que antevi acerca dos seus receios, a receber, crua e simplesmente, ordens dos seus 'patrões". E como a sua Conferencia não está, por enquanto, na indicação dos trabalhos a realizar, o sr. capitão puxou os burros, na defensiva. E sendo assim não se pode continuar a viagem, com relação a este particular. Creio eu que se o Director do Arquivo Municipal de Guimarães se entender com o presidente da Comissão Executiva das Festas do Centenario para o efeito desta diligencia, tem imediatamente guias gratuitas para a viagem, os elogios devidos, assim como terá aqui, pela iniciativa particular, teatro e luz às ordens. E o caso, então passa a não ser da Câmara, mas da exclusiva iniciativa do Arquivo Municipal de Guimarães, aliás dentro do espírito da sua missão Abraços AlfºGuimães.